segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Nitrix Show Fight III conquista Itajaí


O ginásio Gabriel Colares ficou lotado na 3ª edição do Nitrix Show Fight, ocorrido no último sábado, em Itajaí (SC). Lutas emocionantes empolgaram o público, que vibrou e correspondeu com aplausos.


Os organizadores Gilberto Galvão, Ricardo Tirloni, Izaías "Pelé" e o patrocinador Marcelo Salles, do energético Nitrix, fizeram questão de subir no octógono, no intervalo dos combates, para agradecer a todos que prestigiaram e colaboraram para o NSF III. Ao microfone, a prefeita da cidade de Camboriú, Luzia Lourdes, deixou o convite para que o evento retorne para a cidade, já que a primeira edição foi um sucesso em Camboriú.

Na luta principal da noite Franklin Jensen derrotou o estreante Fernando "Gaúcho" por decisão unânime dos juízes. Frank havia dito na pesagem que levaria a luta para o chão, e foi o que fez no primeiro e no terceiro round. Porém, no segundo assalto Gaúcho surpreendeu e derrubou Frank com um cruzado. A experiência fez a diferença, Frank terminou o combate na montada, dominando o oponente.

Mantendo a boa fase, Nazareno Malegarie conquistou a 13ª vitória consecutiva finalizando Luciano "Lula" com uma chave de joelho, no primeiro round. Naza trocou um pouco de pé, aplicou a queda e buscou a finalização. "Aconteceu tudo como planejamos", disse o campeão.

A cena mais lamentável do evento (na foto), foi a atitude anti-desportiva do lutador Rafael Mello ao finalizar o atleta local Ivan Segata. Rafael aplicou a queda, montou e finalizou no katagatame, mas mesmo com Segata dando os três tapas indicando desistência, ele manteve a posição justa, até o lutador apagar. Nem o juiz ele obedeceu. Rafael afirmou que não sentiu o adversário bater. Os torcedores revoltados, vaiaram e xingaram. A luta foi declarada No Contest (anulada).

Ivan "Batman" vibrou com a sua equipe (Ataque Duplo), após atropelar o altleta Kauê Dudus. Batman encurtou a distância, aplicou a queda e definiu a luta batendo de dentro da guarda e durante as tentativas de passagem. Ao ver que Kauê não reagia, o árbitro imterrompeu. Nos próximos dias Batman lutará a final do M-1 Global na Rússia, até 70 kg.

Dando um show de movimentação Rafael "Morcego" e Wagner "Mexicano" protagonizaram uma das lutas mais emocionantes. Quem levou a melhor foi Morcego, que no primeiro round colocou Mexicano pra baixo três vezes. No segundo assalto, continuando no ground and pound, Morcego manteve a pressão. Durante o terceiro e último round Mexicano sucumbiu aos golpes, desistindo do combate.

Willian "Bacalhau" não deu espaço para "Carlos Soneca", tratando logo de aplicar a queda e impor o seu jogo, o jiu-jitsu. Depois de trocarem tentativas de finalizações, Bacalhau montou e definiu com um arm lock.

Juliano "Ninja" comemorou a vitória com a filha nos braços. Para vencer Roberto "Cigano", Ninja esperou o momento certo para entrar nas pernas e derrubar. Depois passou a guarda e montou para castigar Cigano. Entre os golpes de Ninja, uma cotovelada (permitida pelas regras do Nitrix), abriu o supercílio direito do atleta. Depois de receber atendimento médico Cigano não foi autorizado a retornar. Ninja foi declarado o vencedor.

Alan Santos finalizou David "Bad Boy" com um arm lock no segundo round. Bad Boy foi escalado na hora para lutar, pois o adversário de Alan não apareceu. E ele deu um show, aceitou a trocação e a luta no solo. Quando Alan encaixou o arm lock, Bad Boy defendeu o ataque, mas num descuido, enquanto tentava atingir Alan, teve o braço esticado e foi obrigado a bater. Pela coragem de aceitar o combate em cima da hora e ainda mostrar muita garra, Bad Boy foi apaludido e ovacionado pelo público.

Na única luta de muay thai do Nitrix Show Fight III, Daniel "Ratinho" e Gustavo "Lost" também empolgaram a plateia. Empurrado pela torcida, Ratinho conseguiu conectar maior número de golpes e vencer na decisão unânime dos juízes.

Na disputa de submission o atleta da casa Henrique Russi venceu Ossami na pontuação. Russi disparou no placar ao pegar as costas e em seguida montar.

8 comentários:

Karl disse...

Parabens a MMA Sul, mais uma vezes fazendo otima trabalho!!!

Lilian disse...

Parabens a todos que colabararam para a realização desse evento, são eventos como esse onde se te a liberdade de levar seu filhos que fazem com que o amor por esse espórte cresça cada dia mais, onde o que se é puro poficionalismo e tecnica e que as pessão que fogem dessa regra são punidas mostrando que o respeito tem que parti de dentro pra fora dos ringues.
Paraben Nitrix aguardamos mais eventos como esse ano que vem.

Jiu-Jitsu On Line disse...

Realmente foi um ótimo evento.

E o melhor é que foram 3 edições em um ano! Fico feliz vendo SC em destaque no cenário nacional do MMA.

Esperamos também por cards cada vez mais sinistros!

paulo bananada disse...

parabsn vamir,parabens mma sul cobertura maravilhosaaaa!!

paulo bananada disse...

*valmir

VAGNER CARIOCA disse...

DEVERIA TER OUTRA LUTA DO CEGATTA E DO RAFAEL !

Sandro Mello disse...

A luta do meu irmão com o Segatta foi a melhor, meu irmão fez certinho o cara quiz dar uma de gostoso falando um monte de merda pra ele antes da luta deu no que deu foi nanar mais cedo. O pior é que deram o trofeu pro Cegatta. Eu imagino que deva ser porque o cara sofra de insônia, assim cada vez que ele olhar pro trofeu vai conseguir dormir tranquilo kkkkkkk

nelson martins disse...

Fernandão sempre no meio dos eventos que engrandecem o esporte, parabens guerreiro, nós só temos a agradecer sua dedicação, osssssss.