quinta-feira, 30 de abril de 2009

Yan Cabral luta MMA no próximo sábado na Suiça

Yan e Igor (D) participam de evento suíço no sábado


Duas lutas de MMA dentro do Campeonato Mundial de Kickboxing. Yan Cabral enfrenta o francês Gary Kano no sábado (2/5) no evento Nuit des Sports de Combat, na Suíça. A luta é válida pela categoria até 77 kg. Igor Araújo, faixa-preta do mestre Caveirinha, fará o combate principal da noite contra outro francês, Frederic Lopes, até 80 kg. Igor dá aulas de jiu-jitsu em Genébra. Yan Cabral conta como surgiu o convite para lutar no evento. "Os caras chamaram o Igor, como eu estava ajudando ele nos treinos na Rússia, fui indicado. Pois outro brasileiro iria lutar, e se machucou. Então, os promotores me ligaram, como já estava ajudando o Igor, resolvi lutar".



Divulgação

Entrevista com Dudu Dantas após vitória no WFC

Dudu trabalha no solo contra o lutador Facção no Pozil WFC


O blog conversa com Eduardo Dantas sobre a vitória no Pozil WFC, evento organizado por Fred Fontes, no último dia 24, no Rio. Dudu superou o atleta Maurício Facção, numa luta que durou três rounds. Por ter dominado no chão e na troca de golpes, Dudu venceu por decisão unânime dos juízes. Depois de uma seqüência de vitórias no Shooto Brasil, e esta no WFC, o lutador da equipe Nova União se credenciou a lutar no Shooto Japão, pelo título mundial. A luta ocorrerá em julho. Dudu está com um cartel de sete vitórias e uma derrota no MMA. Leia a entrevista e assista à luta abaixo.


MMA Sul - Como foi vencer o mais uma, agora no Pozil WFC?
Eduardo Dantas - Essa vitória foi muito boa. Consegui soltar mais o meu jogo em pé. Também trabalhei minhas quedas e o meu chão. Acabei treinando pouco chão para essa luta. Mas foi um ótima combate. Estava precisando lutar, estava já há algum tempo sem lutar, aí fico muito ansioso (risos).

MMA Sul - Como você avalia a sua luta e o oponente?
Dudu - Achei esse combate muito bom, e já serviu de experiência para minha próxima luta em julho. O Facção é muito guerreiro, ele não desiste nunca.

MMA Sul - Esperava que sua última luta contra o atleta Facção fosse durar os três rounds?
Dudu – Não espera não. Não pensei que eu fosse pegar um atleta tão resistente, porque botei ritmo o tempo todo. Apliquei um chutão na cara dele, mesmo assim, ainda agüentou os três rounds.

MMA Sul - Você já tem alguma luta marcada?
Dudu - Tenho sim. Agora em julho, pelo cinturão mundial no Shooto Japão. Esse é meu foco agora. Vou treinar muito e se Deus quiser vou trazer esse título.

MMA Sul - O que significa ser um atleta Nova União?
Dudu - Significa muito. É estar em uma família com grandes pessoas e com os melhores pesos-leves do mundo. Muita amizade e zuação, a rapaziada é muito boa, todo mundo ajuda todo mundo. Somos uma família.

MMA Sul - Como estão seus treinos na equipe?
Dudu - Os treinos na NU estão muito fortes, muita gente, muita galera boa. Todo mundo “irmão”. O treino fica um dos melhores.


MMA Sul - Qual seu principal objetivo como lutador?
Dudu – O meu maior sonho é ganhar esse cinturão do Shooto Japão. Depois ir para o WEC, pegar o Miguel Torres e o cara que ganhou do Marcos “Lôro”. Quero o cinturão do WEC e aí, subir de peso.



terça-feira, 28 de abril de 2009

Brazilian Fight League - Boxe, Jiu-Jitsu, Muay Thai e MMA - 17 de maio - Ginásio Paraná Clube - Curitiba

Clique na divulgação para ampliar informações

Mais um grande evento de lutas chega ao Sul do Brasil. O Brazilian Fight League ocorre no dia 17 de maio, no ginásio do Paraná Clube, em Curitiba. O início do evento está marcado para as 18h. O endereço é Avenida Presidente Kennedy, 2377, Vila Guaíra. Os ingressos antecipados podem ser adquiridos pelo telefone (41) 3315 - 0808. Custam R$ 15,00 platéia e R$ 30,oo área vip. Na hora será outro valor.

Brazilian Fight League - Boxe, Jiu-Jitsu, Muay Thai e MMA - 17 de maio - Ginásio do Paraná Clube - Curitiba

Clique na divulgalção para ampliar e conferir o card

domingo, 26 de abril de 2009

Entrevista com Léo Santos, de volta ao Japão

Léo Santos retorna ao Japão para lutar a oitava edição do evento Sengoku, dia 2 de maio. Será a quarta vez que o faixa-preta da Nova União se apresenta no país. Com uma coleção de títulos no jiu-jitsu e seis vitórias no MMA, Léo irá buscar mais uma conquista na carreira. Em entrevista ao blog ele afirma: “Quero ser campeão do Sengoku em 2009”.

MMA Sul - Quais são seus principais títulos no jiu-jitsu?
Léo Santos – Tricampeão Mundial (CBJJ), tetracampeão da Copa do Mundo (CBJJO), bicampeão Pan-Americano, heptacampeão Brasileiro e campeão do GP Black Belt.

MMA Sul - Qual seu cartel no MMA?
Léo - Seis vitórias e duas derrotas.

MMA Sul - Como surgiu o convite para o Sengoku?
Léo – O Dedé (André Pederneiras) já havia me falado que haveria a possibilidade de lutar no Japão, mas não disse em qual evento, e foi aí que rolou o convite do Sengoku.

MMA Sul - Você baixou o peso para fechar com Sengoku ou essa sempre foi a sua categoria?
Léo – Não baixei. Sempre luto na categoria 70 kg.

MMA Sul - Com a sua envergadura (1,85), não compensa lutar numa acima de 70 kg?
Léo – Não compensa, pois essa é a minha vantagem. Se subir, continuo alto para categoria, mas perco um pouco da vantagem na envergadura.

MMA Sul - Você auxiliou o Thales para a luta contra o Anderson. O que achou da atuação dele no UFC 97?
Léo - Como o Thales mesmo disse, achei que poderia mostrar muito mais. Ele não lutou nem 10% do que treinou, Não deu pra entender o que houve. Somente quem está lá dentro (octógono) que pode dizer o que acontece. Então, o que importa agora é que com certeza essa luta foi uma grande experiência pra ele, e o fará crescer muito como atleta.

MMA Sul - Para o seu jogo, no que contribuiu treinar com o Thales?
Léo - É sempre bom acompanhar um atleta de alto nível no treinamento. Além de você aprender muito, você troca muita informação sobre o que é bom ou ruim. Então pra mim foi muito valido ajudar o Thales.

MMA Sul - Você conhece seu adversário do Sengoku, o Kazunori Yokota?
Léo – Sim, vi alguns vídeos dele, parece ser um cara bem completo.

MMA Sul - Seu jogo será buscar a finalização contra o japonês?
Léo - Treino pra todas as situações, mas vou buscar a finalização.

MMA Sul - Qual seu principal objetivo em 2009?
Léo - Ser campeão do Sengoku.

MMA Sul - Competir no pano nunca não mais?
Léo - Nunca digo nunca, o futuro a Deus pertence.

MMA Sul - Gostaria de uma revanche contra o Takanori Gomi, depois de tanto tempo?
Léo - Estou lá pra lutar, se colocarem o Gomi eu luto com ele. Nunca escolhi e não vai ser agora que vou escolher adversários. Apenas vou treinar forte e tentar dar o máximo dentro do ringue.

MMA Sul - Gosta de lutar no Japão?
Léo - Tenho um grande carinho por aquele país. Adoro o Japão. Sinto-me muito feliz em estar de volta.

sábado, 25 de abril de 2009

Pozil WFC - Resultados completos


RESULTADOS COMPLETOS:
WFC POZIL - Quality Hotel, Niterói (RJ)
Sexta-feira, 24 de abril de 2009



- Gustavo Ximú (Gracie Barra) derrotou Jorge Michelan (Checkmat) na decisão unânime dos juizes;
- André Chatuba (Relma/Minotauro) derrotou Felipe “Mongo” Arinelli na decisão dividida dos juizes;
- Eduardo Dantas (Nova União) derrotou Maurício Facção (Draculino) na decisão unânime dos juizes;
- Paulo Bananada (TFT) finalizou Rodrigo Ruiz (Checkmat) com uma guilhotina no R1;
- Rafael Manteiga (Paulo Filho) derrotou Marcus Bicudinho (BTT) por nocaute técnico no R2;
- Sandro Renin (Pele Team) finalizou André Tadeu (Clube da Luta) com um mata-leão no R2;
- Eduardo Camaleão (BTT) finalizou Marco Modesto (JT Caverna) com um mata-leão R1;
- Bruno Meneses (Minotauro Team) finalizou Carlos Roberto (JT Caverna) com um mata-leão R1.

sexta-feira, 24 de abril de 2009

O Jiu-Jitsu aliado à recuperação de Lúcio Lagarto

Vale a pena ver de novo. O atleta Lúcio "Lagarto" conta ao programa Sensei SporTV como a arte suave o ajudou a combater um câncer no sistema linfático. Lúcio saiu vitorioso. O faixa-preta finalizou a doença. Este é um exemplo de superação não somente para atletas, mas para todas as pessoas. A produção deste vídeo, segundo o site globo.com, foi em 13 de fevereiro de 2009.


Will Ribeiro recebe apoio dos colegas de luta

Foto e texto: Marcelo Alonso


Depois de sofrer um grave acidente de moto no dia 16 de dezembro, onde teve perda de massa encefálica ficando com movimentos da perna e braço esquerdos comprometidos, Will recebeu apoio de diversos membros da luta. Quatro meses e dois dias depois do acidente, no último sábado (2), Will voltou a aparecer publicamente num evento de Muay Thai organizado por seu mestre Luiz Alves no CT dos Nogueira e emocionou a todos. Na oportunidade Ribeiro foi levado ao centro do octagon de cadeira de rodas, sendo aplaudido de pé por todos os presentes. Ainda sem poder falar e com os movimentos de um dos braços e das pernas comprometidos, Will começará agora uma fase definitiva de seu tratamento no hospital Sara Kubitschek, maior referência do Rio em fisioterapia e neurologia. “Os médicos acham que ele tem todas as chances de se recuperar e voltar a andar, mas para isso ele precisa continuar tomando os remédios para convulsão e pagando fisioterapeutas. A família dele não tem a menor condição, por isso tivemos a idéia de colocar a conta bancária do próprio Will no site da Tatame, para pedir que quem puder ajudá-lo deposite qualquer valor na conta dele”, pediu o mestre Luiz Alves, fazendo questão de disponibilizar o telefone da Sra. Romana (021) 2571-4724 , que toma conta de Will, para qualquer esclarecimento.

WILL MARCO PESSOA RIBEIRO
CAIXA ECONÔMICA FEDERAL
AG-0201
CONTA POUPANÇA – 01300006328-7

I Etapa do Campeonato Brasiliense de Jiu-Jitsu - Dia 24 de abril em Brasília-DF



Maiores informações: www.fbjjdf.com.br

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Campos Fight - Clube Folha Seca em Campos-RJ, dia 24 de abril

CLIQUE NA DIVULGAÇÃO PARA AMPLIAR Informações: (22) 9816 - 9484 Filipe Carneiro
(22) 8803 - 3189 Jean

1ª Etapa do Campeonato Gaúcho de Jiu-Jitsu - 26 de abril no Petrópolis Tênis Clube

CLIQUE NA DIVULGAÇÃO PARA AMPLIAR

INFORMAÇÕES: (51) 9369 - 3272

quarta-feira, 22 de abril de 2009

terça-feira, 21 de abril de 2009

Nitrix Show Fight II - 16 de maio no ginásio Ivan Rodrigues em Joinville - Grandes lutas, grandes atletas

Clique na divulgação para ampliar
______________________________
Os preparativos para o segundo Nitrix Show Fight estão quase prontos. O evento promete levantar a galera que for prestigiar, no dia 16 de maio. Ricardo Tirloni, uns dos responsáveis por trazer essa atração para Joinville, tem feito um grande esforço para colocar no card lutadores reconhecidos e de alto nível técnico. "A intenção é que não sejam apenas lutas, e sim, um verdadeiro show para os joivilenses". Os combates serão dentro do octágono, a emoção é ainda maior, depois de a "jaula" fechar, o enfrentamento é necessário. Destaque para a super-luta: Vitor Miranda contra Maiquel Falcão. Os ingressos antecipados estão à venda nas lojas Sport Tennis. É indispensável que se leve um litro de leite.

Entrevista com Cris Cyborg - À espera de Gina Carano, em agosto

Cris Cyborg: "Quero ser a campeã do mundo"

Cris enfrenta Gina Carano em agosto. Depois de derrotar a japonesa Hitomi Akano no dia 11 de abril por nocaute, no Strikeforce, a Chuteboxer terá a chance de lutar contra Gina. O cambate já era aguardado desde antes do fechamento do evento EliteXC. Será o maior confronto entre duas atletas do sexo feminino na história do mixed martial arts. Ambas estão no auge. Quem vencer poderá ser considerada a lutadora número um peso por peso. Cris tem sete vitórias e apenas uma derrota na carreira. Em entrevista ao blog ela explica o problema com a balança antes de enfrentar Hitomi, comenta a vitória e a expectativa em se tornar campeã do mundo no MMA. Até o confronto com Gina em agosto, Cris segue treinando forte nos Estados Unidos.
__________________________________________________________
MMA Sul - O que deu errado pra você não bater o peso exigido antes da luta contra Hitomi?
Cris Cyborg - Na verdade eu também fiquei surpresa. Estava tudo certo para bater, mas infelizmente ocorreu algo que sempre acontece todo mês com as mulheres, TPM. Isso foi um problema. Cheguei a bater peso mais baixo, como 140 pounds na luta contra a Sayna. Mas graças a Deus deu tudo certo.
__________________________________________________________
MMA Sul - A luta contra Hitomi tinha sido cancelada. Por que liberaram em cima da hora?
Cris – Sim, foi uma bagunça no dia da pesagem. Fui comer à meia-noite. Tive que perder peso após a pesagem oficial. Paguei a multa. Mas a menina (Hitomi Akano) não queria mais lutar. O empresário dela ficou exigindo mais dinheiro do Strikeforce. Por fim, às 3h da manhã entraram em um acordo e me avisaram.
__________________________________________________________
MMA Sul – No que atrapalhou você o fato da balança?
Cris – Na verdade foi um pouco difícil. Mas não me surpreendi muito não. Em todas as minhas lutas, sempre tenho algum problema. Se não na profissão, é familiar. Mas isso não me atrapalha, dá mais força para eu continuar.
__________________________________________________________
MMA Sul - Você já conhecia a Hitomi?
Cris - Já sim, estudei o jogo dela. Treinei em cima do que ela fazia.
__________________________________________________________
MMA Sul - Pode considerar que a luta foi fácil?
Cris – Não digo uma luta fácil, mas sim resultado de muitos treinos.
__________________________________________________________
MMA Sul - Antes do EliteXC fechar, havia rumores de uma luta entre você e Gina Carano. A hora é agora?
Cris – Na verdade não tenho nada contra a Gina. A princípio gostaria de lutar com ela, pois ela está com o cinturão do Strikeforce. Na verdade eu quero o cinturão. Estou preparada para lutar com qualquer uma. Se for a Gina, que venha! Treino para cada luta com a mesma seriedade.
__________________________________________________________
MMA Sul - Qual foi a reação da Gina após o desafio que você fez a ela no sábado (11), após sua luta?
Cris – Na verdade ela não estava lá no momento. Mas acredito que essa luta terá que acontecer. Pois somos consideradas as duas melhores do mundo. Temos que ver quem ficará com a vaga.
__________________________________________________________
MMA Sul - Qual sua maior meta como lutadora?
Cris – Quero ser a campeã do mundo.
__________________________________________________________
MMA Sul - Você tem algum combate definido?
Cris - Luto com a Gina no Strikeforce em agosto.
__________________________________________________________
MMA Sul - O que significa ser uma Chuteboxer?
Cris - A minha essência é a Chute Boxe. Uma das coisas que aprendi quando eu jogava handebol: “É vestir a camisa e defender meu time”. Essa é a verdadeira essência.
__________________________________________________________
MMA Sul - Além do seu namorado Evangelista Cyborg, que recebeu um beijo após a luta contra a japonesa, a quem você dedica essa vitória?
Cris – Tem muitas pessoas a quem dedico minhas vitórias. Mas em especial para Deus, que me deu essa oportunidade, para minha família, para a galera da Chute Boxe, para a galera da Thai Boxe e para os meus fãs.

II Etapa do Aberto Paranaense de Jiu-Jitsu é dia 26 de abril

Clique na divulgação para ampliar
Informações: (41) 3343 - 2520/ 9623 - 4889

domingo, 19 de abril de 2009

UFC 97 - Anderson Silva mantém cinturão contra Thales Leites e Shogun nocauteia Liddell

Anderson tenta o chute alto em Thales
Foto: Scott Peterson
________________________________
Anderson Silva e Thales leites fizeram uma luta travada na disputa do título dos médios do UFC 97 em Montreal no Canadá, no sábado (18). Sob vaias, eles disputaram cinco rounds de cinco minutos "sem lutar". Começaram se respeitando demais. Ninguém queria se arriscar. Tanto que nos primeiros dois rounds não se tocaram. Ambos procuravam achar a distância e impor suas estratégias. Enquanto Thales tentava por pra baixo, Anderson forçava a luta em pé. E foi em pé que ele se soltou e se sobressaiu no combate, conectando maior número de golpes que Thales. Anderson venceu na decisão unânime dos juízes, mantendo o título.
O protagonista do grande nocaute da noite foi Maurício "Shogun". Ele apresentou a boa performance dos tempos de Pride e derrubou Chuck Liddell com um cruzado de esquerda. O moicano caiu desorientado e Shogun definiu no solo, batendo até o juiz interferir. O curitibano recebeu 70 mil dólares de bônus pelo melhor nocaute. Outros dois brasileiros estiveram em ação. Luiz Cane "Banha" venceu Steve Cantwell por dois a um na decisão dos juízes e Vinícius Magalhães "Pezão" foi derrotado por Eliot Marshall na decisão unânime. Assista às vitórias dos brasileiros abaixo.
Anderson Silva vs Thales Leites

_________________________________________________________
Maurício "Shogun" vs Chuck Liddell
_______________________________________________________
Luiz Cane "Banha" vs Steve Cantwell





Resultados completos:

Card principal:

- Anderson Silva derrotou Thales Leites na decisão unânime dos juizes;
- Sam Stout derrotou Matt Wiman na decisão unânime dos juizes;
- Mauricio “Shogun” Rua nocauteou Chuck Liddell a 4min38s do R1;
- Krzysztof Soszynski finalizou Brian Stann com uma kimura a 3mins53s do R1;
- Cheick Kongo derrotou Antoni Hardonk por nocaute técnico a 2min29s do R2;
- Luiz “Banha” Cane derrotou Steve Cantwell na decisão unânime dos juizes;

Lutas preliminares:

- Denis Kang derrotou Xavier Foupa-Pokam na decisão unânime dos juizes;
- Nate Quarry derrotou Jason MacDonald por nocaute técnico a 2min27s do R1;
- Ed Herman derrotou David Loiseau na decisão unânime dos juizes;
- Mark Bocek finalizou David Bielkheden com um mata-leão aos 4min57s do R1;
- TJ Grant derrotou Ryo Chonan na decisão dividida dos juizes;
- Eliot Marshall derrotou Vinícius “Pezão” Magalhães na decisão unânime dos juizes.

sexta-feira, 17 de abril de 2009

Chegou a hora! Anderson Silva e Thales Leites disputam cinturão do UFC neste sábado

Anderson e Thales na pesagem do UFC 97
Imagem: mmaweekly
___________________________
Vai pegar fogo! O UFC 97, que ocorre neste sábado no Canadá, terá na luta principal uma disputa de título entre brasileiros. Anderson "Spider" Silva põe em jogo o cinturão dos médios contra Thales Leites, finalizador nato. Maurício "Shogun" Rua fará outra grande luta da noite contra o experiente Chuck "The Iceman" Liddell. Essa promete muita trocação. Tem mais brasileiros no show. Luiz Cane enfrenta o americano Steve Cantwell e Vinícius Magalhães luta com Eliot Marshall.

Ouça a entrevitsa de Thales sobre a luta

Card principal:

Anderson Silva vs. Thales Leites

Mauricio "Shogun" Rua vs. Chuck Liddell

Cheick Kongo vs. Antoni Hardonk

Luiz Cane vs. Steve Cantwell

Brian Stann vs. Krzysztof Soszynski

Preliminares

Eliot Marshall vs. Vinícius "Pezão" Magalhães

Denis Kang vs. Xavier Fouka-Pokum

Nathan Quarry vs. Jason MacDonald

David Loiseau vs. Ed Herman

Mark Bocek vs. David Bielkheden

T.J. Grant vs. Ryo Chonan

Matt Wiman vs. Sam Stout

Vitor Miranda pode fechar contrato com o UFC

O lutador joinvilense Vitor Miranda se sente preparado para assinar contrato com o Ultimate Fighting Championship (UFC), o maior evento de lutas do mundo. Ele viajou para os Estados Unidos com André Pederneiras, empresário e líder da equipe Nova União, e com Thales Leites, que recebeu auxílio de Vitor na preparação para a disputa do título dos médios do UFC, no sábado 18 de abril. Pederneiras pretende apresentar Vitor Miranda a Dana White, dono do Ultimate, como o novo reforço peso-pesado da NU.
Vitor iniciou na equipe M-13 e se especializou no Muay Thai, com o seu treinador Alexandre Marciano, ex-lutador. Recentemente migrou para o MMA (Mixed Martial Arts), o vale-tudo e vem fazendo grandes apresentações nos ringues nacionais e internacionais. Nos últimos três combates foram três nocautes. Devido às vitórias tanto no Muay Thai quanto no MMA, o striker tem sido convidado com freqüência por academias e lutadores do Brasil e de países como Croácia, Holanda e Turquia para trocarem técnicas. Em entrevista ao blog MMA Sul, Vitor reclama da falta de apoio da mídia e dos governantes brasileiros ao esporte.

MMA Sul – Há rumores que você estaria fechando um contrato com o Ultimate Fighting Championship. É verdade?

Vitor Miranda – Ainda não tem nada concreto, mas há uma grande possibilidade, já que sou o mais novo peso-pesado da Nova União, devido a nossa parceira. Eles não têm pesos-pesados. Então, se o evento pedir um peso-pesado para o André Pederneiras (dono da Nova União), a prioridade é minha. Sou o primeiro da fila.

MMA Sul – Você se sente preparado para lutar no Ultimate contra os melhores do mundo?

VM – Com certeza. Acho que posso alcançar o mesmo nível que atingi no Muay Thai. Se eu conseguir isso vou poder bater de frente com qualquer atleta do mundo. Tenho coisas para aprender ainda, mas estou nessa batalha para alcançar os melhores do mundo.

MMA Sul – Como surgiu sua parceria com a equipe Nova União, do Rio de Janeiro?

VM – Surgiu há dois anos, quando conheci o Pedro Rizzo, um grande striker brasilerio. Desde então a gente treina junto, um ajudando ao outro e trocando técnicas.

MMA Sul – Qual a importância para você, preparar Thales Leites para a disputa do cinturão dos médios do UFC contra Anderson Silva, dia 18 de abril?

VM – Fico muito honrado, porque é um brasileiro disputando um título mundial, um título muito importante. Então, ter sido designado para treinar a parte de Muay Thai dele é muita honra, muita felicidade. Espero conseguir fazer um bom trabalho e ele vença a luta.

MMA Sul - Você se considera o melhor brasileiro da categoria até 93 kg lutando em pé, sua especialidade?

VM – Não me considero, mas quem considera são os próprios adversários, a mídia especializada e os fãs. Então, faço o máximo para manter esse status e continuar com as minhas vitórias nessa modalidade.

MMA Sul – Muitos atletas quando vencem suas lutas no Brasil e no exterior agradecem suas cidades, seus estados e até erguem bandeiras. Você não faz isso porque não recebe apoio?

VM – Olha, na verdade, pra ser sincero, sou brasileiro, sou brasileiro até morrer, mas brasileiro no sentido de carregar o povo brasileiro e não os governantes brasileiros, que não dão apoio, como a mídia brasileira também não dá. É muito difícil, então, carrego nas costas minha família, meus amigos e o povo brasileiro. Não o Brasil como governo.

MMA Sul – Depois de grandes vitórias na carreira e convites para disseminar suas técnicas de Muay Thai em vários países, você obteve reconhecimento mundial. Qual a sua opinião sobre a falta de reconhecimento das pessoas da sua cidade e do seu estado?

VM – Acho que é mais uma vez falha da mídia. Porque se você olhar na mídia especializada meu nome está sempre entre os cabeças. Mas graças a Deus Joinville está recebendo novos eventos de luta. Acredito que agora as coisas estão mudando. Os lutadores estão sendo mais reconhecidos aqui na cidade. Com certeza é uma falha que Joinville tinha, assim como outras cidades menores, que não dão ênfase para outras lutas, só luta de boxe. Inclusive, não só eu lutador de Muay Thai, mas vários atletas olímpicos estão dando o sangue pelo Brasil sem serem reconhecidos devidamente.

MMA Sul – Tem algum lutador que você gostaria de enfrentar?

VM - Os melhores sempre. Estou começando agora, os adversários estão ficando mais difíceis a cada luta. Espero conseguir derrotá-los, até chegar no melhor do mundo.

MMA Sul – Seu foco está no MMA, mas lutar no k-1 Japão nunca mais?

VM - Com certeza quero lutar o K-1, ainda é um sonho. Mas não posso ficar esperando sentado por essa oportunidade. Então, estou trabalhando no MMA, e a hora que pintar a oportunidade certa no k-1 estarei lá. Mas para isso terei que fazer eliminatórias, ganhar na Europa para poder chegar entre os oito melhores. E é isso que vou fazer.

MMA Sul – Qual o seu principal sonho como lutador?

VM - É estar entre os melhores. Ter a chance de um dia disputar um título mundial, seja no MMA ou no K-1. Com certeza essa é uma das maiores conquistas para qualquer lutador.

MMA Sul – Nas suas duas últimas lutas pelo Shooto Brasil você nocauteou o argentino Gustavo Móia e o brasileiro Renato “Cachorro Louco”. Foram lutas rápidas, com joelhadas nas costelas. É estratégia?

VM - Não é estratégia. Mas isso prova que o nosso Muay Thai da M-13 de Joinville é um dos melhores do Brasil. Sempre treinamos para nocautear. Nunca vou querer perder a minha essência do Muay Thai. Então, esses nocautes são reflexos do nosso Muay Thai apurado.

Vitor, o blog agradece pela entrevista e deseja que você faça uma grande luta contra o também striker Maiquel Falcão, dia 16 de maio, no Nitrix Show Fight II, em Joinville.

“Muito obrigado pela oportunidade mais uma vez. Darei o melhor de mim na próxima luta. Será mais um espetáculo para Joinville”.

2º Nitrix Show Fight - Card oficial - Vitor Miranda faz luta principal - 16 de maio em Joinville

Divulgação

O Nitrix Show Fight II está chegando. Será no dia 16 de maio, no ginásio Ivan Rodrigues, em Joinville-SC. O card completo você acompanha abaixo. Ricardo Tirloni, um dos organizadores do evento conta como foi difícil trazer lutadores de alto nível. "Quando monto o card penso realmente em todos os espectadores, pois além de atleta, sou fã do MMA, quero ver lutas boas, que valham a pena o pagamento do ingresso. Aguardamos sugetões para o card". O objetivo de Tirloni é tornar o Nitrix o melhor evento de MMA do Sul do Brasil. "Estamos trabalhando bastante para ser o melhor já visto em nosso estado , e com certeza, quem for prestigiar irá ver uma inovação nunca vista em um evento de MMA em Santa Catarina". A estrutura prepara ao público telões , iluminação vertical, som de primeira, octógono estilo UFC, camarotes vip, ginásio com capacidade para sete mil pessoas, e o principal, atletas renomados lutando. Venha conferir!
____________________________________________________
Nitrix Show Fight II - Joinville-SC
16 de maio de 2009
Ginásio Ivan Rodrigues
Abertura dos portões: 18 horas
Início: 19 horas
____________________________________________________
PRELIMINARES SUBMISSION
Henrique Russi (Rociam Gracie) X Adv ser definido
____________________________________________________
MUAY THAI
70kg - Adão Junior (Jr. aguiar) X Daniel Hofmann (Mancila)
65kg - Juliana Aguiar (Jr. Aguiar) X Adv ser definido
____________________________________________________
LUTAS PRINCIPAIS MMA
80Kg - Juliano Ninja (Company Fight Team) X Rafael Lima (Marcos Túlio)
67Kg - Nazareno Malegarie (Ataque Duplo) X Juliano Abutre (Thai Naja)
65Kg - Rafael Morcego (Company Fight Team) X Alessandro Lenhador (M13- GB Jvlle)
85Kg - Beto Bug (Jr. Aguiar) X Geversom Bergamo (Leives Team)
80Kg - Welington Monaliza (Wado De la Riva) X Patrick Munhoz (Falcão Team)
84Kg - Gilberto Galvão (Company Fight Team) X Ricardo Silva (Killer Bees)
100Kg - Marivaldo (Joinville) X Nelsom Martins (Marcus Túlio)
____________________________________________________
SUPER LUTA MMA
95Kg - Vitor Miranda (M-13 - Nova União) X Maiquel Falcão (Falcão Team)

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Rafael Cordeiro sai da equipe Chute Boxe

Depois de mais de 20 anos de trabalho e muitas conquistas, como lutador e treinador, Rafael Cordeiro não veste mais a camisa da Chute Boxe. Em busca de novas oportunidades profissionais, ele anuncia sua saída e conta à Equipe PVT seus novos planos nos EUA.

Qual o motivo de sua ida para os EUA?
Devido ao crescimento mundial no MMA, eu senti que a hora de vir para os EUA era naquele momento. Quando o Pride acabou e o UFC finalmente o comprou, o mercado americano simplesmente dominou o MMA por completo. Na sua época, o Pride ainda fazia frente pro UFC, porém depois que o Pride acabou, 80% do mercado de MMA se concentrou aqui na América. Aqui existem eventos todos os finais de semana e definitivamente existe espaço para os lutadores de qualidade. Minha vinda, foi em primeira instância para abrir ainda mais as portas da Chute Boxe, e também buscar novos atletas americanos para aumentar o quadro de atletas da academia.

Como foi a sua chegada e o começo de seu trabalho?
O começo foi complicado, apesar do nome da academia e do nome do professor, quando eu cheguei aqui eu dava aula pra minha esposa e pra minha filinha de 6 anos, somente depois de alguns dias é que começaram aparecer alunos. Os documentos de visto e os documentos para abrir empresa também foram complicados, estes sempre são mais difíceis de se conseguir. Porém, graças a Deus, hoje tenho mais de 80 alunos na academia e vários alunos particulares, e as coisas estão cada vez mais entrando nos eixos. Aqui na América eles querem aulas de qualidade e eles buscam os exemplos práticos, e ter entre meus alunos formados campeões como Wanderlei Silva, Anderson Silva, Shogun e Cris Cyborg, é a prova que o trabalho de formação de alunos e atletas de luta é bem realizado.

Você tem vários alunos e professores sob sua supervisão no Brasil, com a sua saída da Chute Boxe como fica a situação deles nas academias?
Eu espero que todos os meus alunos e professores continuem dentro da Chute Boxe dando aulas e treinando, quero que eles continuem levantando a bandeira principal de lealdade, hombridade e honestidade que sempre foi ensinada a eles. O trabalho que os meus professores estão realizando no Brasil deve ter prosseguimento dentro da Academia Chute Boxe.

Como ficam os treinamentos de atletas da Chute Boxe como Cris Cyborg, Fabrício Werdum e Evangelista Cyborg, que estão nos EUA treinando como você?
A Rafael Cordeiro Fight Center na Califórnia está à inteira disposição de todos atletas de todas as academias, sem exceção. Meu trabalho como treinador continuará o mesmo, não exercerei papel de manager. Eu sou um profissional da luta e não dos negócios, o lutador que vier pra cá treinar comigo pode vir com seu próprio manager independente de academia e independente de manager. A academia está e sempre estará de portas abertas para todos os atletas.

Qual o sentimento que você deixa para trás e qual o sentimento que você levará com você após a sua saída da Chute Boxe?
O que ficou para trás foram os desentendimentos entre os companheiros de equipe que por algumas vezes aconteceram por simples falta de comunicação. Pequenos detalhes que, às vezes passavam batidos a alguns olhos, a outros tinha bastante peso. Acontecimentos como esses deixarei pra trás usando como exemplo para que não venham a se repetir. O que eu levo comigo é o ensinamento e o trabalho realizado com os melhores lutadores do MMA em suas devidas épocas. Não se formam atletas com nível mundial da noite pro dia e todo esse legado entrou pra história do MMA.

Mas qual foi o verdadeiro motivo que te fez deixar a Academia Chute Boxe e seguir o seu próprio caminho como treinador?
As razões que me fizeram tomar esta atitude foram duas, a primeira no âmbito pessoal, onde ocorreram alguns conflitos de interesse dentro da equipe, e a segunda e mais importante de todas foi a minha vida profissional, que eu senti que era o momento de buscar um futuro melhor para minha família através do meu trabalho como treinador de Muay Thai e MMA.

E agora o que o futuro reserva para Rafael Cordeiro e seus atletas?
O futuro nos reserva muita união, muito treino, muita porrada e se Deus quiser e nos abençoar, muitos resultados positivos.

quarta-feira, 15 de abril de 2009

3º Muay Thai Vip Stage - 2 de maio em Joinviile-SC

Clique na divulgação para ampliar as informações

terça-feira, 14 de abril de 2009

Assista ao UFC 97 no telão da UDL em Curitiba

Informações: (41) 3528 - 8338

Yan Cabral luta grappling dia 18 de maio em Paris

Divulgação

Yan Cabral fará uma luta casada de grappling em Paris no próximo dia 18, contra o francês Antony Rode. “Dizem que ele é o mais duro francês nesse peso (80kg), mas eu estou muito bem treinado e vou para finalizar todas”, disse Yan à Tatame. Será o combate principal do Absolute Submission Fighting (ASF 4). O faixa-preta do mestre Pimpolho vem de quatro vitórias consecutivas no MMA, todas por finalização. E na semana passada foi campeão da Copa Montana de Jiu-Jitsu, na Itália, lutando uma categoria acima, até 88 kg. O blog deseja ao brasileiro mais uma grande apresentação.


segunda-feira, 13 de abril de 2009

Strikeforce - Cris Cyborg anula japonesa, Rodrigo Damm é nocauteado e Diaz domina Shamrock

Depois da pesagem dos atletas a luta entre Cris Cyborg e Hitomi Akano foi cancelada pelo Strikeforce. Cris não bateu o peso e Akano se recusou a lutar. Mas minutos antes do evento, no sábado (11) a japonesa mudou de idéia e aceitou. A brasileira não deu chances, caçou a adversária. Pôs pra baixo, trocou e a nocauteou no terceiro round. Rodrigo Damm não conseguiu superar Gilbert Melendez e foi nocauteado no segundo round. Na luta principal Frank Shamrock encarou Nick Diaz. Bastaram dois rounds para Nick levar Frank à lona. Aproveitando sua maior envergadura e aplicando seqüências de jabs Nick encurralou Frank, castigando-o em pé e no chão, até a interrupção do árbitro. A imagem é de Tom Casino, Cris atinge Akano com chute alto.

VEJA ABAIXO VÍDEOS E RESULTADOS

Cris Cyborg vs Hitomi Akano

__________________________________________
Rodrigo Damm vs Gilbert Melendez
___________________________________________
Nick Diaz vs Frank Shamrock

__________________________________________
RESULTADOS COMPLETOS:

Strikeforce
Califórnia, Estados Unidos
Sábado, 11 de abril de 2009

- Nick Diaz derrotou Frank Shamrock por TKO aos 3min57s do R2;
- Gilbert Melendez nocauteou Rodrigo Damm aos 2min2s do R2;
- Scott Smith nocauteou Benji Radach aos 3min24s do R3;
- Cris Cyborg derrotou Hitomi Akano por TKO aos 35s do R3;
- Brett Rogers derrotou Ron Humphrey por TKO aos 30s do R2;
- Luke Rockhold finalizou Buck Meredith com um estrangulamento aos 4min7s do R1;
- Eric Lawson derrotou Waylon Kennell por TKO aos 4min54s do R1;
- Raul Castillo finalizou Brandon Michalescom um mata-leão aos 1min45s do R1;
- James Terry derrotou Zac Bucia na decisão unânime dos juízes;
- Shingo Kohara nocauteou Jeremy Tavares aos 4s do R2.
Resultados: www.tatame.com.br

sábado, 11 de abril de 2009

Strikeforce - Cris Cyborg não bate peso e não luta

Cris (tatuada) e Hitomi na pesagem do WEC 40
Foto: Sherdog
A luta que aconteceria hoje entre Cris Cyborg e a japonesa Hitomi Akano foi cancelada após Cris não bater o peso de 145 libras na pesagem de anteontem do StrikeForce. Cyborg chegou pesando cerca de seis libras a mais do que o estabelecido para o combate. Após isso a comissão atlética da Califórnia deu um novo prazo, até as 8h da noite para Cyborg bater pelo menos 149.5 libras, fato que não ocorreu, já que a lutadora brasileira só conseguiu bater 150.5 libras ao final do prazo. Mesmo assim a Comissão Atlética da Califórnia liberou a luta para acontecer caso as duas lutadoras estivessem de acordo. Mas Hitomi Akano não aceitou, mesmo sendo oferecida a ela um bônus em dinheiro independente de vitória ou derrota pra Cris Cyborg e mais duas lutas garantidas dentro do Strikeforce. E com isso a luta foi cancelada.

Entrevista com Yan Cabral, direto de Barcelona

Depois de finalizar pela quarta vez consecutiva no MMA (até 77 kg), Yan Cabral vence a Copa Montana de Jiu-jitsu, na Itália. O próximo compromisso do atleta será uma luta casada de grappling, dia 18 de abril, em Paris. Ele fala ao blog sobre as vitórias e sobre o seu trabalho na Europa. O faixa-preta da Nova União ministra aulas em três países: Espanha, França e Itália. Leia abaixo a entrevista completa:

MMA Sul – Há quanto tempo você está na Espanha?
Yan Cabral – Estou aqui há dois meses. Antes estava na França. No total são três anos na Europa.
___________________________________________
MMA Sul – Foi opção sua não disputar o Pan-Americano de Jiu-Jitsu na Califórnia?
Yan Cabral – Queria ir. Não fui porque não tenho visto.
___________________________________________
MMA Sul -
Para o Mundial Profissional em Abu Dhabi, 1º e 2 de maio, você vai?
Yan Cabral – Então, lutei o Capital Challenge na Jordânia ano passado. Esse ano farei o possível para ir ao Abu Dhabi PRO.
______________________
MMA Sul –
O que você acha da disputa de roxas e marrons junto com os faixas-pretas no Abu Dhabi?
Yan Cabral - Não concordo com essa regra. Acho uma falta de respeito com os pretas.
___________________________________________
MMA Sul - Quais são as cidades da europa em que você ministra aulas?
Yan Cabral - Toulouse e Grenoble, na França, Arezzo na Itália e Barcelona, Espanha. Todas com o nome de Association Aranha.
___________________________________________
MMA Sul - Sua equipe continua sendo a NU? Como é a sua ligação com o time hoje?
Yan Cabral - Faço parte da Nova União. E tenho esse meu trabalho separado aqui na Europa. No MMA represento a equipe MMABarcelona Team, onde treino e dou aulas de chão. Sou da MMABarcelona e da Nova União.
______________________________________
MMA Sul - Estás há quanto tempo na faixa-preta? Quem graduou você?
Yan Cabral - Peguei a preta em 2oo5. Fui graduado pelo mestre Luiz Fernando "Pimpolho", na Nova União. A gente treinava na Brazilian Fight com o Osiris Maia. Aí o Pimpolho foi pra NU. Depois de um ano fui treinar com o Pimpolho. Então, iniciei no MMA treinando na NU.
______________________________________
MMA Sul - Descreva como foi sua última luta de MMA, dia 22 de março, no A-1 Barcelona.
Yan Cabral - Sabia que meu adversário era do wrestling. Por isso tratei de não me soltar muito em pé. Quando começou ele entrou na perna tentando a queda, defendi indo para as costas. Fiquei trabalhando o primeiro round todo no chão. O adversário era pequeno e tinha muita força, complicou. No início do segundo ele tentou a queda de novo. No contragolpe coloquei pra baixo. Ganhei a meia guarda e peguei no katagatame.
______________________________________________
MMA Sul - No último domingo você foi campeão da Copa Montana de Jiu-Jitsu, na Itália, e essa conquista como foi?
Yan Cabral - Lutei na categoria até 88 kg. Até 80 não tinha ninguém. Na final apliquei um estrangulamento, em apenas dois minutos.
_____________________________________________
MMA Sul - Você tem 25 anos apenas, e está sempre competindo, como faz pra se manter atualizado no jiu-jitsu, treina em outros times ou basta os treinos na sua academia?
Yan Cabral - Irmão, treino há três anos somente com meus alunos. Estou sempre repetindo posições. Sempre que posso treino com o Igor Araújo faixa-preta que mora na Suiça, aluno do Caveirinha. Igor é o meu quinto irmão, estamos sempre juntos.
_________________________________________
MMA Sul - Gostaria de citar seus títulos no pano?
Yan Cabral - Irmão, estou igual ao Vasco, somente segundo (risos). Dois vice europeu, vice mundial CBJJE e terceiro no absoluto, campeão mundial 2007 CBJJO, terceiro lugar mundial 2006 CBJJO, terceiro lugar 2005 CBJJO e terceiro lugar 2001 CBJJ.
_________________________________
MMA Sul - Quais são próximos combates?
Yan Cabral - Dia 18 essa luta casada de grappling em Paris, dia 1º de maio um MMA na Itália e 30 de maio outro na Suécia.
_______________________________
MMA Sul - Yan, quem você quer agradecer neste momento?
Yan Cabral - Agradecer minha família, amigos, minha família equipe Association Aranha, MMABercelona, Nova União, ao meu professor Pimpolho e ao meu brother Igor Araújo.
_____________________________________
Assista à finalização de Yan no evento A-1


Contato com o lutador YAN CABRAL: yancabraljj@hotmail.com

quarta-feira, 8 de abril de 2009

16º Sul-Americano de Mauay Thai - Buenos Aires - 19 de abril

Clique no cartaz para ampliar
Maior informações: www.muaythaiargentina.com

I Etapa Campeonato Paranaense de Jiu-Jitsu com mais de 200 inscritos

No domingo (5) houve a primeira etapa do Campeonato Paranaense de Jiu-Jitsu 2009, organizado pela Federação de Jiu-Jitsu do Paraná, cujo presidente é Evanri Gurgel (na foto com uma folha na mão). O evento contou com um bom público no ginásio do Sest Senat, bairro Boqueirão, em Curitiba. Foram mais de 200 atletas inscritos. Os campeões e vices de cada categoria receberam medalha. E as equipes premiadas com troféu até o terceiro. O mestre Cristiano "Carioca" (de óculos), líder da equipe Universidade da Luta (UDL), foi convidado por Gurgel para ser o novo diretor técnico dos árbitros da FJJPR. Com a experiência de Carioca no Jiu-Jitsu, o nível das competições tende a melhorar ainda mais. Os amazonenses bi-campões mundiais de jiu-jitsu Fernando Vieira (E), em Curitiba há quatro anos e Ivaniel de Oliveira (D), em temporada de treinos na UDL, contribuíram na arbitragem das lutas. Ambos são faixas-pretas graduados por Carioca. Ivaniel aproveitou para dar um rola nessa primeira etapa e sagrou-se campeão absoluto, provando a qualidade do seu chão. Enquanto Fernando se dedica ao MMA Ivaniel segue no pano, competindo em eventos nacionais e internacionais.

terça-feira, 7 de abril de 2009

Nitrix Show Fight II - Anunciado o pré-card - Evento ocorre em Joinville dia 16 de maio


NITRIX SHOW FIGHT

16 DE MAIO

GINÁSIO IVAN RODRIGUES

JOINVILLE -SC

PRÉ CARD ( sujeito a modificações)

Luta principal

Vitor Miranda (M-13) X Maiquel Falcão ( Falcão Team)
___________________________________________
Beto Bug ( Junior Aguiar) X Geversom Bergamo ( Leives Team)

Marivaldo X Nelsom Martins Ivan

Cegatta X Patrick Munhoz

Rafael Morcego X Alessandro Lenhador

Juliano Ninja X Rafael Lima

Daniel Mexicano X a ser Definido

Nazareno Malegarie X a ser Definido

Aguarde maiores informações sobre o cevento

segunda-feira, 6 de abril de 2009

Resultados do WEC 40 - Brasileiros fazem a festa

RESULTADOS COMPLETOS:

WEC 40
Chicago, Estados Unidos
Domingo, 5 de abril de 2009

Card principal:
- Miguel Torres derrotou Takeya Mizugaki na decisão unânime dos juizes;
- Joseph Benavidez derrotou Jeff Curran na decisão unânime dos juizes;
- Ben Henderson derrotou Shane Roller por nocaute técnico a 1min41s do R1;
- Rafael Assunção derrotou Jameel Massouh na decisão unânime dos juizes;

Lutas preliminares:
- Anthony Njokuani derrotou Bart Palaszewski por nocaute técnico a 27s do R2;
- Dominick Cruz derrotou Ivan Lopez na decisão unânime dos juizes;
- Wagnney Fabiano derrotou Frédson Paixão na decisão unânime dos juizes;
- Rani Yahya finalizou Eddie Wineland com um mata-leão a 1min27s do R1;
- Akitoshi Tamura derrotou Manny Tapia na decisão unânime dos juizes;
- Rafael Dias derrotou Mike Budnik na decisão unânime dos juizes.
Resultados: www.tatame.com.br

Dream 8 - André Galvão, Andrews Nakahara e Vitor "Shaolin" vencem, Ninja perde

Assista aos vídeos das lutas dos quatro brasileiros que participaram do Dream 8, no domingo (5), em Nagoya no Japão. E abaixo os resultados completos.
___________________________________________________
André Galvão
_________________________________________________________
Vitor "Shaolin"
_________________________________________________________
Andrews Nakahara
_________________________________________________________
Murilo "Ninja"
_________________________________________________________
RESULTADOS COMPLETOS:

Dream 8
Nagoya, Japão
Domingo, 5 de abril de 2009

GP até 65kg:
- Daiki Hata derrotou Hideo Tokoro na decisão unânime dos juizes;

GP até 77kg:
- Hayato “Mach” Sakurai derrotou Shinya Aoki por nocaute técnico a 27s do R1;
- Jason High finalizou Yuya Shirai com um mata-leão a 59s do R1;
- Marius Zaromskis derrotou Seichi Ikemoto na decisão unânime dos juizes;
- André Galvão finalizou John Alessio com um arm-lock a 7min34s do R1;

Lutas casadas:
- Katsuyori Shibata derrotou Ikuhisa "Minowaman" Minowa na decisão unânime dos juizes;
- Andrews Nakahara derrotou Shungo Oyama por nocaute técnico a 2min do R1;
- Jeff Monson finalizou Sergey Kharitonov com um estrangulamento norte-sul a 1min42s do R1;
- Vitor “Shaolin” Ribeiro derrotou Katsuhiko Nagata por interrupção médica a 7min58s do R1;
- Riki Fukuda derrotou Murilo "Ninja" Rua na decisão unânime dos juizes.
Resultados: www.tatame.com.br

domingo, 5 de abril de 2009

Brave FC New Force - Wagner "Galeto" nocauteia Fábio Assolari

Galeto vence Assolari por nocaute no terceiro round

Ontem houve a segunda edição do Brave FC em Curitiba, Paraná. O evento organizado pela Equipe Yamauchi, trouxe grandes lutas, com bastante trocação, animando a platéia que lotou a Sociedade Morgenau. Os protagonistas do combate principal Wagner "Galeto" (Gile Ribeiro) e Fábio Assolari (Combate Absoluto) travaram uma disputa acirrada. Foi o show da noite. Levantou a galera. Muita movimentação em pé e no chão. Quem levou a melhor foi Galeto. Assolari teve seus bons momentos na luta, mas a um minuto e meio do terceiro round ele cai nocauteado ao ser atingido na costela. Leia abaixo os comentários de Galeto e de Assolari sobre a luta.
___________________________________________________________
Wagner "Galeto":
"Começei o primeiro round bem. Mas o Assolari cresceu na luta. Tomei uma pedalada ainda no primeiro. Por ele (Assolari) ser do jiu-jitsu, não estava esperando esse golpe. Normalmente quando o cara é do jiu procura raspar ou tenta uma finalização. Quando ele pedalou entrou certinho. Balancei. Mas no segundo e no terceiro round consegui dominar a luta. Minei a parte interna das coxas dele com low kicks, na sequência chutei a costela, ele caiu. Nocaute." A imagem mostra o momento do chute, que deu a vitória a Galeto.

Fábio Assolari:
"Acredito que o resultado não foi justo, pois durante toda a luta fui mais agressivo. Conectei vários golpes tanto em pé quanto no chão. Acho que que a luta poderia ter se desenrolado por mais tempo no solo, o que não aconteceu por várias interrupções do árbitro, assim como no último golpe do meu adversário. O terceiro round já estava no fim, caí mas voltei fazendo guarda para continuar o combate no chão. Mas enfim, parabenizo o Galeto. Ele foi gurerreiro. Espero em uma próxima oportunidade enfrentá-lo novamente. Muito obrigado!"





Resultados completos:
Muay Thai amador:

1ª luta: Jean Moraes (Arena Fight - Ponta Grossa) venceu Allan Cruz (Elite Fight Team - Jaraguá) por decisão dos juízes

2ª luta: Alisson (Gold Fight - Maringá) venceu Luis Henrique (PRVT - São José dos Pinhais) por decisão dos juízes

3ª luta: Daniel Silva (Thai Naja) venceu Rodrigo Adrat (Junior Aguiar Team - Joinville) por decisão dos juízes

4ª luta: Luan Rodrigo (Thai Brasil - Floripa) venceu Diego (BIT) por decisão dos juízes

5ª luta: Jonathan Diniz (Thai Boxe) e Luiz Kado (World Strong) empataram

6ª luta: Fernando Lageano (Chute Boxe) venceu Luis Henrique (BIT) por decisão dos juízes

7ª luta: Shyudi Yamauchi (Yamauchi Fight Team) venceu Felipe Lima (World Strong) por decisão dos juízes

Boxe amador:

8ª luta: Marlos Simões (Boxe Training) venceu Vítor Pereira (Thai Naja) por decisão dos juízes

MMA Amador:

9ª luta: Goiti Yamauchi (Yamauchi Fight Team) finalizou Otacílio Cena (UDL) aos 58 segundos do primeiro round

10ª luta: Tiago Fedorzinho (Combate Absoluto) finalizou Eduardo Cardoso (UDL)

11ª luta: Marrentinho (Thai Brasil) finalizou Anderson Cruz (Elite Fight Team - Jaraguá)

Lutas profissionais Submission:

12ª luta: Paulinho Anão (PRVT) e Raoni Tavares (CM System) emparatam

Super lutas profissionais MMA:

13ª luta: Alexandre Sangue (UDL) finalizou Luciano Macarrão (Noguchi) no primeiro round

14ª luta: Wagner Galeto (Gile Ribeiro) nocauteou Fábio Assolari (Combate Absoluto) no terceiro round

Muay Thai:

15ª luta: Jennifer Maia (Chute Boxe) venceu Marisa Nina (Thai Brasil - Floripa) por decisão dos juízes

16ª luta: Alessandro Geloco (Thai Boxe) nocauteou Ariel Machado (World Strong) no primeiro round.

Resultados: www.primeiroround.com.br

UFC 97 - Card oficial - 18 de abril no Canadá

Divulgação


Anderson Silva "The Spider" vs. Thales Leites

Chuck Liddell "The Iceman" vs. Mauricio Rua "Shogun"

Krzysztof Soszynski "The Polish Experiment" vs. Brian Stann "All American"

Cheick Kongo vs. Antoni Hardonk

Steve Cantwell "Robot" vs. Luiz Cane "Banha"

Eliot Marshall "The Fire" vs. Vinicius Magalhaes "Vinny"

Denis Kang vs. Xavier Foupa-Pokam

Jason MacDonald "The Athlete" vs. Nate Quarry "Rock"

David Loiseau "The Crow" vs. Ed Herman "Short Fuse"

Mark Bocek vs. David Bielkheden

Ryo Chonan "Piranha" vs. TJ Grant

Sam Stout "Hands of Stone" vs. Matt Wiman "Handsome"

sábado, 4 de abril de 2009

Copa Améria Jiu-Jitsu Esportivo - Manaus - 10/04

Divulgação

COPA AMÉRICA DE JIU-JITSU ESPORTIVO

Convidamos a todas as academias, associações, clubes, atletas e professores para participarem do evento, a ser realizado nos dias 18 e 19 de Abril.

LOCAL: Ninimberg Guerra (BERGÃO)

HORÁRIO: 09:00h

CARTEIRA: R$15,00 até 10/04 - todos deverão ter a carteira da federação (FAJJE)

INSCRIÇÃO: R$30,00 até 10/04 - sexta-feira
  • As inscrições e as carteiras deverão ser feitas dentro dos prazos estabelecidos acima, na sede da FAJJE no endereço: Rua Comendador Matos Areosa, 423-Santo Antônio (próximo a antiga garagem da SOLTUR (PROSAMIM do Santo Antônio)

  • Os atletas deverão ser inscritos no quadro de inscrição da FAJJE, não serão aceitas listagens fora dos quadros. O atleta deve lutar na categoria de idade que completa até o final do ano.Ex: O atleta que tem 17 anos e faz 18 anos em Dezembro, lutará na categoria adulto.O feminino baseia-se no peso da idade inferior ao da atleta.Ex: Uma atleta de 18 anos com 64 kg lutará na categoria ADULTO – PENA, pois este peso corresponde à categoria pena – juvenil.

NO ABSOLUTO SERÁ PAGO R$10,00 A MAIS POR ATLETA NO ATO DA INSCRIÇÃO; E O ATLETA VENCEDOR LEVARÁ TODO O VALOR CORRESPONDENTE AO NÚMERO DE INSCRITOS NO ABSOLUTO.


*Cada academia poderá inscrever mais de dois atletas por categoria (ex. time A,B,C).

*A disciplina será exemplarmente exigida no decorrer do evento, desde o momento da pesagem até a entrega das premiações. Para evitar problemas determinou-se que nenhum professor ficará na área interna de lutas. Invasões de ringues por qualquer pessoa alheia a organização e qualquer pretexto, inclusive para comemorar vitórias, serão punidas com a desclassificação imediata do competidor.

PREMIAÇÃO

ACADEMIA TROFÉU E KIMONO STOCKY -1º AO 3º LUGAR.

MEDALHAS - 1º, 2º, 3º LUGAR.

ABSOLUTO – MEDALHA + Kit Fight Wear + DINHEIRO DA INSCRIÇÃO DO ABSOLUTO

ENTRADA: 01 KG DE ALIMENTO

Informações:(92)9117-5444/3088-7710