terça-feira, 6 de outubro de 2009

Fredy Assunção vence Felipe "Sertanejo" no UWC



Numa disputa de brasileiros, Fredy Assunção estreou no MMA superando Felipe "Sertanejo" Arantes, na 7ª edição do UWC, em Washington (EUA). A luta válida pela categoria até 65 kg teve muita movimentação. Fredy conseguiu trabalhar o ground and pound nos três rounds de cinco minutos e garantir a vitória por pontos. Ele treina com seus irmãos Junior Assunção (lutador do UFC) e Raphael Assunção (lutador do WEC). O faixa-roxa de jiu-jitsu conversou com o MMA Sul direto de Atlanta, onde é radicado e contou tudo sobre a estreia. Confira na entrevista abaixo.

MMA Sul - Qual avaliação que você faz dessa luta?
Fredy Assunção - Tudo ocorreu como eu esperava. O evento está de parabéns. Tudo muito bem organizado. Uma ótima produção.


MMA Sul - Como foi estrear no MMA contra outro brazuca?
Fredy - Pô, foi bom porque deu uma briga boa (risos). Mas é complicado. O Sertanejo é muito gente boa. Foi difícil, mas depois da luta conversamos numa boa. Se eu pudesse escolher não lutaria com brasileiro mais. Agora eu quero é vencer os americanos (risos).


MMA Sul - Como surgiu o convite para o UWC?
Fredy - Pelo meu empresário Brian Butler. Talvez iremos assinar mais lutas com eles. O UWC não tem um cinturão na catergoria 65 kg. Quero ser o campeão lá, para poder entrar nos eventos maiores e com mais facilidade.


MMA Sul - Você já conhecia o Felipe "Sertanejo" antes da luta?
Fredy - Estudamos um pouco dos vídeos dele. Não o conhecia. Sabíamos que ele tinha bem mais experiência do que eu, com cerca de 10 lutas de MMA no Brasil e várias de Muay Thai.


MMA Sul - Qual foi a estratégia que você buscou impor?
Fredy - Trocar com ele em pé e sentir como ele lutaria. Depois colocar pra baixo e trabalhar o ground and pound procurando as aberturas. E foi exatamente o que fiz, nos três rounds.

MMA Sul - Como foi derrotar um cara mais experiente?
Fredy - Estou muito feliz! A pressão foi grande, porque muitas pessoas esperavam muito de mim, por causa dos meus irmãos e pelo fato de eu ser "Assunção". Mas lutei como se tivesse treinando, bem calmo. Não fiquei nervoso em nenhum momento. Não senti adrenalina nenhuma. Fiz o que queria na luta.

MMA Sul - Já sabe quando lutará de novo?
Fredy - Luto esse ano ainda. Acho que em novembro ou dezembro, mas será numa organização menor. O UWC não fará mais shows em 2009.

*O brasileiro Igor Almeida, invicto em cinco lutas, acabou nocauteado a 2min30s do segundo round por Kris MacCray, agora com quatro vitórias.

Um comentário:

Junior disse...

Valeu Freddy! te amo meu irmao